Como colocar um favicon num website

Um favicon (favorites icon) é uma pequena imagem que, nos browsers modernos, se associa ao nosso website (podem ver em baixo um exemplo). Uma imagem deste tipo, além de favorecer a estética do website, dá uma imagem mais profissional do mesmo. Tudo o que é necessário é acesso ao FTP e uma imagem/símbolo que se possa associar ao website pretendido. Ainda existem imensos websites na internet que não possuem um favicon, mas esse é um erro que eu não quero que vocês, os leitores, cometam!

Antes de mais, escolham uma imagem ou um símbolo que se possa associar ao vosso website. Se em vez de uma imagem ou de um símbolo preferirem uma sigla, também é possível, mas como o favicon é algo muito pequeno, recomendo que não o façam. Após edição da imagem, guardem num formato jpeg ou gif com todos os lados iguais (por exemplo 250×250 ou 340×340). O importante é formar um quadrado.

Para passar a imagem do formato guardado para icon existem várias alternativas. Existem alternativas a nível de software, mas já muitos webmasters facilitaram o trabalho de outros webmasters ao criar um website que faz essa conversão.

Agora que já temos a imagem no formato ico (icon), já podemos proceder à colocação do código na página. Esta é a parte mais simples, sendo apenas necessária a edição das páginas em que querem colocar o favicon. O favicon tem de ser colocado entre as tags:

<head> </head>

Entre as tags especificadas anteriormente (procurem no vosso código onde elas se encontram, mas como diz respeito ao cabeçalho deve estar no topo), colocar o seguinte código:

*You can add a favicon to your web page by uploading favicon.ico to Root of your
website and inserting the following HTML tag between the <head> … </head>
tags of your web page.

<link rel=”shortcut icon” href=”favicon.ico”>

*How to use the Animated FavIcon: if you would like to display the animated favicon, upload
animated_favicon1.gif also and insert the following HTML tags.

<link rel=”shortcut icon” href=”favicon.ico” >
<link rel=”icon” href=”animated_favicon1.gif” type=”image/gif” >

 
E é só. Após a colocação deste código no código fonte da página, o icon já deve ser visível!

A importância de realizar backups regulares

A procura de alojamento na internet para iniciar novos projectos tem crescido em exponencial. A têndencia do mercado, com o aumento do mercado é aumentar a oferta. O problema é que os lesados acabam sempre por ser os clientes que podem acabar por pagar um serviço fantasma ou um serviço sem condições algumas. Como tal, temos de ter total confiança na empresa que nos fornece alojamento. Mas a confiança não é tudo. Temos de nos precaver com tudo o que podemos. A melhor maneira é mesmo reforçarmos as medidas de prevenção, realizando backups regulares.

Porquê efectuar um backup regular?

Caso a sua empresa de alojamento sofra algumas eventualidades, tem sempre um pouco de bases para relançar os seus websites. Se os backups forem feitos muito regularmente tanto melhor. Assim o risco de perder informação (que se traduz na perda de visitantes a longo prazo) é muito menor, evitando um grande número de graves consequências.

Com que regularidade devo efectuar um backup?

Isso vai depender do tipo do seu website. Por um lado, temos os websites estáticos: não existe nenhum conteúdo inserido novo, mantendo-se apenas o website criado originalmente. Este tipo de websites não precisa de backups regulares, basta um backup de toda a informação, por cada actualização. Por outro lado existem os websites dinâmicos, actualizados semanalmente, diariamente e até de hora em hora. Nestes websites recomendo um backup semanal ou pelo menos mensal.

Como posso efectuar um backup?

Um backup pode ser efectuado de diversas formas: através de um painel de controlo (plesk, cpanel, etc.) ou através do sistema de FTP. Em sites dinâmicos que recorrem a base de dados sugiro que se realizem os backups através de um painel de controlo. Assim, todos os dados incluindo as bases de dados, são guardados e a perda de informação é nula. Para websites estáticos, um cliente de FTP é suficiente.

Metas a atingir com o blog

Antes de iniciar a minha actividade no blog propriamente dita, achei interessante criar uma lista de objectivos a atingir com o blog, sem data limite. O objectivo é cumprir os objectivos e sempre que um for concluído riscar da lista. Assim, poderei ter uma noção mais realista da evolução do blog, ao longo dos tempos. Não organizei a lista, logo todos os objectivos listados são dispostos aleatoriamente.

  • Comprar um tema de WordPress a um webdesigner de Portugal;
  • Atingir os 75 leitores das RSS Feeds;
  • Ser “linkado” em blogs nacionais, sejam eles quais forem, que existam há pelo menos 6 meses;
  • Oferecer publicidade no blog;
  • Chegar aos 50 posts;
  • Chegar aos 50 comentários;
  • Realizar um concurso;
  • Obter um pagerank de 3;
  • Obter mais de 100 visitas diárias durante um mês;
  • Participar num concurso nacional;

A que espero cumprir mais brevemente e que me vai sair mais cara é a compra do tema. Mas quero apostar no visual do blog, visto não ter grandes dotes para este. Assim que conseguir riscar 50% desta lista irei então passar à elaboração de uma nova, com uma fasquia mais elevada.

Acho importante qualquer bloger, antes de iniciar a sua actividade, definir bem o que quer e definir bem o quer atingir com o seu blog. Daí ter escrito esta lista.

Bem vindos ao Recriar a Web

Olá a todos. Antes de mais deixem dar-vos as boas vindas ao Recriar a Web. Neste post irei explicar o que pretendo obter com este blog e os meus objectivos para o futuro. Peço que caso tenham alguma sugestão que não querem deixar passar em branco, que coloquem um comentário ou utilizem a página de contacto.

O Recriar a Web pretende ser um local onde exponho e dou a conhecer técnicas, recursos, entre muitas outras coisas interessantes aos leitores. Todo este conteúdo está relacionado com “webmastering” e métodos de vencer. É isso que eu quero, criar vencedores, ver casos de sucesso. Não pretendo enriquecer à vossa custa nem pretendo ver-vos enriquecer. Quero antes ver evolução.

É assim que me despeço. Quero criar água na vossa boca. Quero deixar-vos curiosos e quero que vejam por vocês mesmos os futuros posts do blog.

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies. OBTER MAIS INFORMAÇÕES | ENTENDI