Escolha de domínios para websites – Estudos de casos concretos

Após cerca de três meses a fazer testes e mais testes (e ainda mais testes) consegui chegar a umas conclusões relativamente à compra de domínios para mini sites. Uma questão que reside na mente dos iniciados é: qual será a extensão ideal e que palavras deve o domínio conter? Estas são perguntas às quais irei tentar responder com exemplos práticos dos meus últimos meses de experiência. Vou falar apenas de domínios que posso divulgar do meu portofólio e aos quais me dediquei ao estudo.

Estudo do caso nº1 – Planeamento Familiar (www.planeamentofamiliar.com)

Na pesquisa em portugal por “planeamento familiar” encontro-me em terceiro lugar. Isto fez com que ao longo destes meses tenha tido cerca de 70 visitas diárias de tráfego realmente de qualidade. O facto de ter escolhido um nicho tão específico fez com que, na altura da compra do domínio, a extensão “principal” ou mais conhecido estivesse livre. Ou seja, procedi logo à compro do domínio .com. Mas terá sido uma boa compra? Neste caso não pude comparar com outras extensões, mas o domínio que comprei contém a keyword principal “planeamento familiar”. Isso fez com que o google visse com bons olhos o meu website o que é optimo para mim. Após o estudo deste caso pude determinar que um dos critérios na escolha de domínios é o facto de conterem palavras chave relacionadas com o conteúdo.

Estudo do caso nº2 – Vídeos Loucos (www.videosloucos.net)

Uma coisa que tenho vindo a reparar, é que os internautas com menos experiência aliam às suas pesquisas a expressão “da net” ou “na net”. Se forem ao google e procurarem “videos da net” vêem que me encontra na 5ª posição para uma frase que não escrevi uma única vez no blog. E porque estou eu em quinto lugar? O meu domínio, www.videosloucos.net tem uma extensão .net que vai ser reconhecida no google como parte do “conteúdo do website”. Ou seja, a palavra videos está contida no domínio e a palavra net está contida na terminação. Quem diria que o facto de ter comprado o .net, que na altura foi muito desmotivante para mim, iria resultar tão bem!

Neste momento deixo apenas estes dois casos concretos e gostaria imenso que vocês leitores deixassem a vossa opinião e os vossos casos específicos. Qualquer dúvida que tenham, sabem como contactar!

Comments 11

  1. Ruan Rigner disse:

    Excelente post, parabéns.

    Outro fato a se observar na compra do domínio se você pensar em monetização é o seguinte, você deve lembrar que os anúncios a serem exibidos quase sempre estão ligados também ao nome do site, falo isso por experiência própia, participo do site http://www.prensadigital.com.br e sempre tem anúncios como Prensa Hidráulica, Prensa Governamental e etc…

    Belo post.

  2. Bom post! Aqui aprende-se 🙂 Gostei de ler este caso prático. Abraço

  3. Nelson disse:

    Bom texto.
    Só faltava falares um pouco de como está a correr a rentabilização dos sites.

    Ruan Rigner tens uma keyword da descrição do blog muito geral “a”. Depois tens por exemplo “natal”. Acho que as keywords gerais do blog deviam ser menos e especificas. Depois em cada texto poderias colocar mais. Penso que trabalhando esse aspecto poderias diminuir ou até fazer desaparecer esses anúncios.

  4. Diogo Pinto disse:

    Caro Ruan Riger,

    Obrigado pelo comentário. O que eu teria a dizer está descrito no comentário do Nelson do blog WebVicio (www.webvicio.com).
    Muitas keywords não são bem vistas aos olhos do google, tente ser mais específico. 🙂

    Caro Pedro Magalhães,

    Obrigado pelo comentário. O seu blog está também no meu topo de blogs a visitar diariamente. 😉

    Caro Nelson,

    Obrigado pelo comentário e pela ajuda que proporcionou ao nosso colega webmaster. O processo de rentabilização irá ser discutido futuramenete aqui no blog, onde falarei de um blog concreto que tenho andado a estudar! 😉

    Obrigado e um bom trabalho a todos!

  5. Nelson disse:

    Fico então à espera desses textos. Acho que textos deste género tem muito interesse.

  6. Paulo disse:

    Nos últimos tempos tenho aprendido que há mais vida além do .com . A nível de monetização o domínio não é tão importante como se possa pensar.

    Mas em breve vou testar isso, estou quase a lançar um novo projecto com um domínio .info num tema especifico e poderia ter comprado um .com . Depois conto-vos o resultado desta aposta.

  7. Sergio Alex disse:

    Olá, bom post. O que eu faço ao escolher nomes para domínios é tentar o óbvio .com. Se não estiver disponível, faço uma de duas coisas: ou acrescento uma palavra ao domínio que queria, se for curto, ou vou para o .net.
    Algumas regras que tento seguir é nunca usar hífens, e escolher keywords que sejam pesquisadas.

    Uma pequena dica que descobri por acaso há pouco e estou a usar em todos os domínios que registo, e que é útil para conseguir que um blog com um domínio novo comece a aparecer para uma keyword é incluí-la no texto da política de privacidade.
    Tenho notado que embora use sempre o mesmo texto padrão para a Privacidade, se incluir a keyword no início do texto, os blogs em que faço isto quase sempre aparecem na primeira página do google para a keyword ao serem indexados, mesmo que ainda não tenham qualquer conteúdo ou muito pouco e sem receberem links (normalmente por esta altura tenho apenas um link apontado para o blog, para que seja indexado).

    Claro que o blog vai cair nos rankings se não receber links nem for actualizado, mas esta dica é um bom exemplo do peso que tem a keyword no domínio para ajudar a determinar o ranking.

    Podes ver um exemplo do que estou a dizer aqui: JogoDePoquerOnline.com ou aqui: ComprarCasaPortugal.com (alguns projectos que começo e que depois vou deixando para trás) 🙂
    Atenção que em blogs de casino etc, não se pode usar adsense. Fica o aviso para os mais inexperientes.

  8. Ruan Rigner disse:

    Obrigado pela dica amigos, irei analisar… Obrigado mesmo!

  9. Diogo Pinto disse:

    Caro Sergio Alex,

    Obrigadíssimo pelo excelente comentário e excelentes dicas… Irei experimentar a dica da políica de privacidade! 😉

    Caro Ruan Riger,

    Não tem de agradecer, é um prazer! 🙂

    Cumprimentos

  10. Ruan Rigner disse:

    Caro Diogo, poderia por favor me mandar por e-mail seu msn? Agradeço. 🙂

Comments are closed.